Comida de verdade

Imagem 238Ontem eu elaborei um desafio: Coloquei um bolo industrializado ao lado de um bolo feito em casa em ambiente aberto e livre da chuva para acompanhar como esses produtos se comportam ao longo do tempo. Isso não é novidade… muita gente já fez isso, mas quero ver “com meus próprios olhos” o poder conservante dos inúmeros compostos químicos e sintéticos presentes no bolo industrializado.

Essa é uma situação muito complicada nos dias de hoje, temos à nossa disposição muitas comidas que não são comidas ou são comidas de imitação, pela enorme quantidade desses compostos presentes em sua formulação.

Para descomplicar tudo isso, a dica é simples: coma comida de verdade (ou evite o que a sua bisavó não reconheceria como alimento). É muito mais interessante para sua saúde ingerir alimentos frescos e integrais, a boa e velha comidinha caseira, do que processados e industrializados. Hoje existe uma penca de substâncias comestíveis com aparência de comida, como explica Michael Pollan em seu livro Em Defesa da Comida. O jornalista americano fez uma extensa pesquisa sobre a mudança de comportamento alimentar ocidental nas últimas décadas. Ele constatou que a preferência de consumo migrou drasticamente nos últimos anos dos produtos encontrados na natureza, como um singelo pé de alface, para os práticos alimentos embalados – o que ele chama, não sem polêmica, de comida de imitação. Entram nessa categoria lasanhas, tortas e sobremesas prontas, sucos e sopas em pó, nuggets e hambúrgueres que são uma moleza de preparar. Atualmente há uma nova classificação dos alimentos que os inclui na classe dos ultraprocessados.

O pior, segundo Pollan, é que muitas doenças adquiridas pelos hábitos alimentares surgiram dessa nova dieta ocidental rápida de preparar, mas com superabundância de calorias e principalmente três perigosos ingredientes: açúcar, sal e gorduras, que nosso corpo tem uma predisposição a gostar e cujos sabores são difíceis de achar na natureza, mas são bastante comuns em comidas processadas.1

A regra de ouro quando se fala em alimentação é:  vá ao  mercado ou à feira, compre os ingredientes e prepare sua própria comida (de verdade). Essa é a idéia. Esse é o Sabor de Encontro.

A coisa é séria! Não dá mais pra ficar brincando de comidinha…

Acompanhe as fotos desse desafio clicando aqui!

Fonte consultada:

1. http://vidasimples.abril.com.br/temas/comida-verdade-415765.shtml

Você pode gostar também ...


Get Widget