Um momento para REMAR – Feliz Sabor de Encontro

Chega o final de ano. Penso que esse momento seja mesmo propício para REFLETIR. Apesar de estar certa de que não é preciso esperá-lo para isso, esse é um período inevitável de fechamento de ciclos (mesmo que impostos pelo cronos). Então paremos e reflitamos.

Temos oportunidade de ESCREVER uma nova história a cada segundo, no entanto, insistimos em velhos hábitos que se instalaram em nós há muito tempo e que são difíceis de mudar, pois já se tornaram automáticos. Apesar disso, levo comigo uma frase de um grande amigo psicólogo que diz mais ou menos assim: Nós não somos, nós estamos. A cada segundo somos e já não somos, somos e já não somos mais, pois estamos em constante mudança. O velho de um segundo atrás já não é o novo do segundo posterior. Eu faço questão de escrever uma história nova a cada segundo de minha vida e me permito mudar. E se esse instante me for pequeno demais, eu me transformo a cada minuto ou dia. Que esse final de ano de 2015 seja uma oportunidade para mudarmos dia primeiro de janeiro de 2016, mas que mudemos dia dois, três, fevereiro, março…para não termos que esperar por mais um Réveillon.

Quando paramos para refletir, para procurarmos por mudanças e escrevermos novas histórias, logo pensamos em coisas grandes que sejam bem nítidas, visíveis até mesmo para os outros, mas as mudanças mais importantes são aquelas que acontecem dentro de nós.

No final de ano é comum as pessoas prometerem se exercitar ou serem “mais saudáveis”, mas eu tenho uma proposta inusitada para você: que tal MASTIGAR diferente? Quando nos propomos à prática de exercícios físicos, temos a chance de alcançarmos nossos objetivos (de emagrecer, por exemplo) de duas ou três vezes por semana. No entanto, com o exercício da mastigação, aumentamos essas chances para três a cinco vezes por dia!  A forma como mastigamos reflete como lidamos com o mundo e com as situações que nos acontecem diariamente. Então mastiguemos mais, devagar e conscientemente, saboreando o encontro do alimento com nosso corpo. A cada gole de água, nosso corpo já não é o mesmo.

E aproveitando a mudança na mastigação porque não mudar também a forma de RESPIRAR? Talvez para alguns isso seja impossível, não pensamos para respirar, simplesmente o fazemos. Mas não, através de movimentos musculares, em parte voluntários, respiramos melhor, mais profundamente, prestamos atenção no ar entrando pelo nariz, inflando nossos pulmões e trocando um gás velho por um novo. Estou aprendendo isso!

Chega o final de ano. Penso que esse momento seja mesmo propício para REMAR (Refletir, Escrever, Mastigar e Respirar) de forma diferente e é isso que desejo a todos vocês que me acompanharam durante esse ano. Remem rumo a novos sabores, novos encontros.

Feliz Sabor de Encontro.

Você pode gostar também ...

1 Response

  1. Verônica Luz disse:

    Bruna, lindas e sábias palavras de ano novo! As reflexões são mesmo inerentes à virada do ano cronológico, o que nos permite recomeçar! Obrigada pelo ano que passei ao seu lado e o quanto aprendi com você e o Sabor de Encontro! Pequenos detalhes são o que realmente fazem a diferença! Grande abraço e feliz 2016!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Get Widget